17 de março de 2016

41 GUARDAS DA GM RIO, 01 AGENTE DO SEAP E 01 DO EXERCITO BRASILEIRO, PASSARAM POR MUITAS DIFICULDADES.

GM Rio mais uma vez inovou, ao elaborar um curso de adestramento e condução de cães bem diferenciado dos que já foram praticados até hoje.

Ao montar um curso com uma fase técnica, uma operacional e uma tática, a GM Rio criou um divisor de águas, no formato de curso para adestradores e condutores de cães. 







O curso teve duração de mais de dois meses e contou com a interação de três segmentos da Instituição GM Rio, de muito peso Instrucional para o curso.
(O Canil foi o responsável por ministrar as aulas técnicas, todas voltadas para o adestramento, trato e operacionalidade com os Cães)
 (A Academia ficou responsável por ministrar as aulas voltadas para a parte operacional, fortalecendo o vinculo da correta condução da execução dos serviços diários, e também foi responsável pela coordenação geral de toda NGA do curso)


( O GOE foi responsável por ministrar a parte tática, onde as instruções foram realizadas nos ambientes naturais, visando capacitar cada integrante a quando necessário atuar em resgastes, buscas e salvamentos)


O curso teve uma carga horária expressiva com disciplinas bem interessantes como: Veterinária, legislação trabalhista voltada para atuação com cães, Cinofilia, Procedimento Operacional Padrão, atuação em grandes eventos, instruções aquáticas, orientação em áreas de mata, transporte de pessoas feridas e tantas outras matérias.

O objetivo da inovação foi capacitar mais e melhor o integrante do Grupamento de Cães, para que ele seja mais atuante nas operações, tendo a possibilidade não só de apoiar, mas também poder operar com seu próprio efetivo quando houver a necessidade.

Muitos foram os candidatos que se voluntariaram para fazer parte do curso, foram mais de 100 inscritos.

De um total de mais de 50 que estavam previstos em lista de presença do curso, 43 lograram êxito e se formaram na ultima sexta feira, dia 12/03/16 sendo que dos 43 formandos, um era do Exercito Brasileiro e outro, era da Secretaria Especial de Administração Penitenciária.


A rotina do curso foi intensa:

(Ensinamentos diversos com os cães)




















Em operação em na Rua João Ribeiro

Em patrulhamento de proximidade em um bairro carioca


Em fiscalização aos Ambulantes regulares



 (Instruções Aquáticas)
(Sala de Aula) 
(Orientação na mata) 
 (Em montanha)
(Atividades noturnas)







Os alunos enfrentaram situações adversas de desconforto, frio, calor, controle de ingestão de água e comida, poucas horas de sono e muito esforço físico e mental, mas tudo contribuiu para uma maior e melhor capacitação, para enfrentar as adversidades do serviço nas ruas de cidade e se for preciso, também estão prontos para atuar nos ambientes inóspitos, acompanhados de seus nobres e companheiros Cães.

  

Por Subinspetor Alves da GM Rio.