19 de setembro de 2013

Decisão da Justiça do Estado do Rio de Janeiro demonstra total desconhecimento técnico da atuação da Guarda Municipal do Rio de Janeiro.


É no mínimo um absurdo a decisão da Justiça do Estado do Rio de Janeiro e a ação proposta pelo Ministério Público do Estado do rio, em proibir o uso de armas menos letais, incluindo até o cassetete, nas diversas ações de repressão aos atos ilegais cometidos na cidade do Rio de Janeiro em que os Guardas Municipais vem atuando de forma eficiente e eficaz.

Se esta monstruosidade jurídica não for aniquilada, então será extremamente plausível vermos a retirada das armas dos policiais Civis, policiais militares, federais e todos outros. Pois todas as instituições aqui citadas tem registradas em suas rotinas de Serviços, confrontos com diversos segmentos de infratores da Lei, inclusive com óbitos.

Desde a aquisição das armas menos letais pela GM Rio, só houveram dois disparos reais das pistolas de eletrôchoques.

Nós do Blog dos Subinspetores repudiamos a decisão Justiça do Estado do RJ e temos certeza que esta aberração jurídica será exterminada, pois tal decisão trara reflexos extremamente negativos ao trabalho prestado pela GM Rio a sociedade e também na motivação de todos os Guardas Municipais da GM Rio. 

Enquanto não for notificada por escrito, a GM Rio trabalha normalmente com seu efetivo nas ruas, com todos seus equipamentos. Enquanto esta notificação não chega, o Setor Jurídico da Prefeitura se movimenta desde ontem para reverter esta decisão absurda da Justiça Estadual. 

Queremos fazer uma pergunta a Justiça do Estado do RJ.
Se essa aberração jurídica, se essa falta de coerência e se esse desrespeito ao profissional de segurança pública realmente acontecer, será que agente poderá substituir as Armas menos Letais por ARMADURAS E ATIRADEIRAS?