4 de janeiro de 2012

Servidor público já pode escolher banco onde prefere sacar o salário





Os servidores públicos que recebem o pagamento em conta-salário têm, a partir desta segunda-feira, a opção transferência automática do dinheiro para o banco em que preferir ser correntista. É a portabilidade bancária, que já valia para a iniciativa privada, e agora será direito também dos funcionários da União, estados e municípios.
As regras estabelecidas pelo governo permitem a transferência do salário para outra conta diferente da aberta pelo empregador, desde que a indicação seja feita por escrito à instituição financeira. O banco é obrigado a aceitar a ordem no prazo de até cinco dias úteis e os recursos devem ser transferidos para o banco escolhido pelo empregado no mesmo dia do crédito do salário.
A conta-salário é diferente da conta-corrente por ser destinada ao pagamento de salários, aposentadorias e pensões e por se tratar de um contrato firmado entre a instituição financeira e a empresa empregadora e não entre o banco e o empregado. Na conta-salário, o cliente não tem direito a talão de cheques e não pode receber outros depósitos além do salário.


Leia mais: http://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/servidor-publico-ja-pode-escolher-banco-onde-prefere-sacar-salario-3551783.html#ixzz1iWCEmxmI