31 de agosto de 2011

É importante que tenhamos noção dos passos que já foram dados nesta luta.


É importante que tenhamos noção dos passos que já foram dados nesta luta.
E é se cuma importancia que estajamos mais unificados ainda para os próximos passos que vamos dar.

A LUTA VAI CONTINUAR E TODO VENCEDOR PRECISA SABER USAR AS SUAS ARMAS
PARA VENCER O OPRESSOR. NOS REALMENTE VAMOS GRAVAR O NOSSO NOME JUNTOS NESTA HISTORIA.

30 de agosto de 2011

Marquinhos Turiaçú é um ex companheiro de Profissão.


Marquinhos Turiaçú é um ex companheiro de Profissão.
Faz um belo trabalho assistêncial em vários bairros e áreas carentes do Rio de Janeiro.
Na luta a um bom tempo, amadureceu e serve de ensinamento para muita gente.
Confesso que de longe venho aprendendo com ele, e se tudo der certo e Deus permitir, próximo a ele aprenderei muito mais.
Lideranças assim é que o povo precisa.

Um breve depoimento.

Estou envolvido na luta por melhorias salariais na minha instituição Guarda Municipal do Rio, por ter a certeza que estamos muito mal remunerados e simultaneamente estamos sendo desrespeitados como profissionais.
O unico bonus que busco é justamente o bonus que contemplará a todos.
Felizmente não estou só nesta luta, pois muitos companheiros sensatos estão engajados nesta luta.

24 de agosto de 2011

SE É PARA DISCUTIR, ENTÃO VAMOS....




DO BLOG "ABORDAGEM POLICIAL"

Comentário:

Helegildo Migliorini

Olha sinceramente, eu vejo os GMs estão se achando a Pm compete,policiamento ostensivo preventivo,e velado se vcs GMs, não sabem o que significa policiamento velado procurem, saber, há acho que tbm vcs deveriam compor a força nacional, a esqueçi….. vcs não podem né rsrsr mas vcs são policia não é o que vcs dizem…. eu espero ainda ser abordado por um d vcs aqui na minha cidade Ponta Grossa pra mim poder indicar, um parque pra vcs cuidarem ha porque vcs usam pistola 380/ e nos policiais a .40 ha mais uma prerrrogátiva eu to no 4º de Dto e quanto ao cidadão que falou que a policia militar prende e a civil solta s vc conheçesse um pouco de Lei ai vai uma ajuda estude sobre detenção e reclusão o prof e mestre zafarroni da uma aula sobre isso acredito que vc já ouviu falar nele né ….não que a civil solte e que o ordenamento juridico impôe a ela Pois como agente emanado do poder soberano chamado Estado ela apenas cumpre as normas pra não ocorrer em abuso de autoridade quando a pena e branda e não ofereçe risco a sociedade isso n quer dizer que o individuo se safou o mesmo vai responder em liberdade e posteriormente marcado audiência vai ser ouvido numa oitiva e todo rito processual falow estude um pouco maisssssss,,,,,,,,,ha meu imail gildopmmigliorini@hotmail. se quiser saber algo m envie msn terei prazer em ajudalos…..



Comentário

Elvis de Jesus
Ao Sr. Helegildo Migliorini, quem vos fala é Elvis de Jesus, Inspetor Regional de GCM, Superior em Segurança e Ordem Pública, entre outros cursos e estágios não somente na área de Segurança Pública, você precisa saber algumas coisas:


1. O fato de Guardas Municipais não integrarem a FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, não nos tira qualquer prestigio ou habilidade técnica, tática e profissional, somos tão homens quanto você e tão profissionais quanto, integrar a Força Nacional de Segurança Pública evidente que é motivo de orgulho e de honra, mas não ser integrante dela, também não serve como parametro para ser diminuido, VSª. é integrante da Força Nacional de Segurança Pública???, seja sincero na sua afirmativa, pois temos como saber a verdade se seu nome e RE constam da relação de integrantes e turmas do B.FNSP;




2. Tomar conta de um Parque??? qual o problema???, o Policial Militar ou o GM/GCM, destacado para cuidar de uma área de mananciais ou uma reserva florestal é menos importante que Vossa Senhoria???, ele deixa de ser operador de segurança pública em virtude de estar assegurando a preservação do referido equipamento público???, caso voce seja abordado, identifique-se como sendo Policial Militar, mas identifique-se, é obrigação funcional sua prevista em Ordem e Regulamento, caso você opte por “tirar onda”, “diminuir a função de um GCM”, poderá incorrer em desacato, desobediência e até resistência se o caso sair do degrau 1 e subir para o degrau 4 da escala de uso progressivo da força, conforme preconiza a SENASP, inclusive para as GCM/GM meu caro miliciano estadual, a única diferença na condução da ocorrência envolvendo você e sua vaidade, será que após apresentado a Autoridade Policial, será entregue aos seus pares para a instauração do competente “Feito Administrativo” de “Averiguação Preliminar de Polícia Militar Judiciária”, o caminho dos Militares é bem estreito e permeado por Ordens, Regulamentos, Regramentos, Leis, Decretos e Avisos Legais por parte das Cortes e Comandos Militares;




3. O fato de você portar uma arma em calibre .40 é realmente uma….. digamos prerrogativa dos Policiais Militares, Civis, Federais, Magistrados, Promotores, Fiscais da Receita Federal, Fiscais da Alfandega, Fiscais do Trabalho, Policiais Rodoviários Federais e Atiradores cadastrados no SFPC, mas tem um detalhe pequenininho que Vossa Senhoria ainda talvês não tenha sido informado, a Portaria Reservada 005 do Comando do Exército Brasileiro prevê dotação de armas e munições em diversos calibres, que vão até o 44-40, e o calibre .40 para as GCM/GM está em discussão na DLOG, deve estar chegando por aí…eu tenho autorização para portar uma .380 ACP e posso vos garantir sem querer ser fanfarrão, que em vista do conhecimento adquirido nesses anos, tenho coragem de encarar alguém armado com um Barret .50 BMG, “procedimentos preservam a vida do policial, não o calibre de sua arma”, nesses 24 anos de vida profissional esse velho Inspetor já se despediu de amigos e irmãos, (incluo entre os irmãos alguns PMs com quem convivi profissional e pessoalmente), mortos em serviço e fora dele, armados com .40, .45, 380 ACP., 38 Spl, 38 Super Auto e 9 mm, D-us nos guarde do inimigo comum: O marginal, o ladrão, o matador que não olha a cor da farda e sim a função, leia sobre os ataques de 2006 aqui em SP meu caro policial, todos fomos eleitos alvo do famigerado PCC, todos….



4. Faculdade de Direito, muito bom, o estudo é a luz que nos ilumina e amplia os horizontes, contudo ser acâdemico de direito, não lhe confere qualquer prerrogativa para diminuir neste espaço nossas Corporações, que são perenes, permanentes nas cidades, ocupam espaço deixado pela PM que não pode ser onipresente e onipotente, que está destinada ao Policiamento Ostensivo e a Preservação da Ordem Pública, não vos está reservado o direito ao policiamento velado, esse segmento é da Policia Civil, aos Policiais Militares cabe a Policia Ostensiva e a Preservação da Ordem Pública, leia com mais atenção o Art. 144 da CF, nos que somos operadores do sistema temos obrigação de conhecer esse Artigo constitucional com ponto e virgula, e por falar nele, observe o texto do mesmo Artigo, em seu paragrafo 8º, as atribuições não estão vinculadas somente ao “patrimônio” e sim aos Bens, Serviços e Instalações e no “caput” do mesmo Artigo diz de forma clara e textual: “A SEGURANÇA PÚBLICA é exercida para a PRESERVAÇÃO da ORDEM PÚBLICA da incolumidade da VIDA e do PATRIMÔNIO”, viu meu caro??? tanto você quanto nós estamos lá e tanto a vida que você tem o dever de proteger quanto o patrimonio, fazem parte da SEGURANÇA PÚBLICA;




5. Termo Circunstanciado, outra novela…. por regra de direito que o instituiu, seria prerrogativa somente da Autoridade Policial, contudo o CPP prevê a QUEIXA CRIME, a REPRESENTAÇÃO CRIMINAL, a REPRESENTAÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO, eu registro o ROGCM e preparo a representação da Queixa Crime e entregamos ao Delegado de Polícia, que instaura o Inquérito e manda para a Autoridade Judicial, qual o mistério disso??? 99% da população não sabe dessa possibilidade, o segredo é manter o segredo para parecer mais importante diante dos pobres ignóbeis, o Brasil fabrica aviões, satélites, carros, foguetes, navios, mas ainda não produz informações de Segurança Pública.




Forte abraço de operador de Segurança Pública, de trabalhador e de militante de nossa causa, respeito é bom e todo mundo gosta.




Elvis de Jesus
Inspetor Regional de GCM
São José dos Campos SP
e-mail: gcmelvis@hotmail.com








21 de agosto de 2011

Varias manifestações marcam o XXI Congresso Nacional de Guardas Municipais.

O Congresso de Guardas Municipais se firmou no calendário Nacional graças a participação maciça dos Guardas Municipais de todo este Brasil.
Junto com o Congresso e a força dos Guardas, também se firmou no cenário Nacional, o Conselho Nacional de Guardas Municipais.
Entendemos a necessidade de se extruturar o Conselho, mas é preciso extruturar e ao mesmo tempo comtemplar aqueles que fizeram o conselho chegar aonde chegou. De alguma forma os Guardas precisam ter voz.
Quem mobiliza e preciona politico para aprovar projetos na câmara é o Guardão e não seus Comandantes, por isso os Guardas devem ser contemplados na participação das votações do Conselho.
Abaixo vemos o momento em que o Ex vice Presidente do Conselho, Subinspetor Alves do Rio de Janeiro entrega um requerimento cobrando explicações ao Cmt Gilson Menezes sobre as mudanças estatutárias do Conselho.

Clique duas vezes sobre o documento para ler com detalhes



20 de agosto de 2011

Fatos mais triste e deselegante que já precenciei em um Congresso.

Guardas impedidos de votar, mesmo com procuração;
Estatuto feito aos moldes dos Conselhos de Cmt da PM e Delegados;
Conselho de Guardas, onde Guarda não pode nem entrar;
A chapa antiga foi destituida, sem ser comunicada;
Congresso realizado 100% com dinheiro do governo;
Congresso sem atrativo.
GCM Naval, apoiou todas estas atrocidades.

Quando o silencio nos pesa é por que é profundamente necessário.

17 de agosto de 2011

Dois comportamentos diferentes na mesma gestão do Conselho.



Presidente do Conselho Nacional de Guardas, planejou o XXI Congresso de forma individual, da mesma forma que tratou a composição GT (Grupo de Trabalho) que hoje discute a regulamentação das Guardas No Brasil.
Não comunicou a nenhum dos integrantes do Conselho as suas ações inclusive ha rumores que o referido Presidente criou um Novo Conselho, com novas regras, que impedem os Guardas que não são Subinspetores ou Comandantes, mesmo com permissão de seus comandos de votar na eleição deste ano de 2011.
Em quanto isso, o Vice Presidente vem unificando os pensamentos das Guardas e buscando apoio de parlamentares para a regulamentação das Guardas no Brasil.



14 de agosto de 2011

Movimentação Nacional pela Regulamentação das Guardas Municipais no RJ

Há seis dias antes de acontecer o XXI Congresso Nacional de Guardas Municipais na Cidade de Novo Hamburgo na região Sul do Brasil. O Conselho Nacional em conjunto com a AlERJ/ as Guardas Municipais do estado do Rio e o IPECS. Realizaram uma importante seção na assembleia Legislativa, que foi presidida pelo Deputado Wagner Montes. O objetivo era a entrega das Monções de apoio ao Movimento de Regulamentação das Guardas. Já houveram entrega de Monções em São Paulo e Região Nordeste também.
Ninguem questiona a atuação dos profissionais de Segurança Privada neste País, pois os mesmos são regidos pela legislação federal.
É isso que nos estamos buscando para as Guardas, para que possamos trabalhar em paz e não sermos mais alvo de teórias mirabolantes.
Guarda Municipal é um Profissional e não um aventureiro.



8 de agosto de 2011

MOVIMENTO PELA REGULAMENTAÇÃO DAS GUARDAS MUNICIPAIS / ALERJ





MOVIMENTO PELA REGULAMENTAÇÃO DAS GUARDAS MUNICIPAIS / ALERJ

CONVITE

Acontecerá no próximo dia 12 de agosto de 2011, às 18 horas e 30 minutos, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho – Palácio Tiradentes, Rua 1º de março s/nº Praça XV (ALERJ), a Sessão Solene Extraordinária para entrega de Moção de Apoio ao Movimento Nacional Pela Regulamentação das Guardas Municipais.
Esse evento é resultado da reunião realizada no dia 5 de maio de 2011, quando a comissão formada por representantes das Guardas dos Municípios de Mangaratiba, Cardoso Moreira, Campos dos Goitacazes, São Fidélis, Caxias, São João de Meriti, Mesquita e Rio de Janeiro, foi recebida em audiência pelo Deputado Estadual Wagner Montes em seu gabinete onde foi solicitado o apoio do parlamentar para a realização na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, ALERJ, de evento do Movimento Pela Regulamentação das Guardas Municipais, nos moldes do que foi realizado na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, ALESP, além de temas como a portaria do Ministério da Justiça que cria o grupo de trabalho responsável pela regulamentação das Guardas Municipais e o retrocesso que poderá ocorrer no que já foi conquistado até agora, como por exemplo, a proibição de guardas municipais de corporações com menos de cinqüenta componentes trabalharem armados. Outro tema que também foi apresentado ao Deputado foi a Lei de número 3.809 de 2 de abril de 2002 que dispõe sobre a criação do Conselho de Guardas Municipais do Estado do Rio de Janeiro e que não foi regulamentada.

2 de agosto de 2011

mais um argumento irrefutável para agregar valor em nossa busca por valorização.


No dia 02/08/2011, foi enviado ao Inspetor Geral da GM Rio Cel. Lima Castro o demonstrativo de proventos 11 Instituições Guardas Municipais, para ser apresentado ao Sr. Prefeito, para que seja visto que todas as Guardas Municipais apresentadas Ganham mais que a GM Rio.